Junior Mascote

James Meira é o pré-candidato da Direita à prefeitura de Jequié

25/6 James Meira é o pré-candidato da Direita à prefeitura de Jequié

A Direita Conservadora terá candidato à prefeitura de Jequié em 2020. Trata-se de James Meira, ativista político alinhado ao presidente Jair Bolsonaro. O nome do pré-candidato ganhou impulso nos últimos meses, principalmente pelo trabalho que vem desenvolvendo nas redes sociais, com críticas contundentes aos governos municipal e estadual e com a defesa aberta do governo Bolsonaro.

James Meira tem 40 anos e está na sua primeira experiência como pré-candidato a um cargo eletivo. É filho de Jequié, casado e pai de seis filhos. Há 20 anos no serviço público, Meira foi funcionário temporário do IBGE no Censo 2000, com passagem pelo comércio entre 2001 e 2002. Em 2002 entrou, por concurso, na Prefeitura Municipal de Jequié, trabalhando no Centro de Saúde do Campo do América por quase oito anos. Em 2009 ingressou na Polícia Militar do Estado da Bahia, servindo como soldado de polícia até julho de 2017, quando pediu reserva da Corporação para iniciar uma nova trajetória profissional, desta vez como técnico do Ministério Público Federal, onde trabalha desde então. Também foi assessor parlamentar na Câmara de Vereadores do município entre 2013 e 2016.

Para James Meira, o próximo gestor municipal precisa ter três objetivos principais: 1. agir para destravar as atividades econômicas e trazer empreendimentos para a cidade; 2. implementar com urgência soluções eficientes sobretudo nas áreas da saúde e infraestrutura; e 3. corrigir ilegalidades praticadas pelo atual prefeito contra os servidores públicos municipais.

Questionado sobre seu posicionamento à direita, o pré-candidato afirma que respeita e trabalhará por todos os jequieenses independentemente da preferência política de cada um. Mas segue firme no seu entendimento: "Não posso abrir mão das minhas convicções. Ninguém é obrigado a gostar da Direita ou de Bolsonaro. Mas eu, que confio e acredito no governo federal, sou obrigado a mostrar pro meu povo o que o presidente está fazendo por nós, a exemplo dos recursos enviados para a construção de diversas creches e escolas, pista de skate e para as barracas padronizadas da Feirinha do Joaquim Romão, sem falar da luta pelas nossas liberdades e dos auxílios econômicos às pessoas, empresas, estados e municípios nessa pandemia", disse Meira.

"Por isso, nosso projeto não comporta aliança com a esquerda nem com os caciques de Jequié. Governaremos para todos, mas seguiremos os novos tempos da política no Brasil. Se chegarmos lá, vamos entrar desamarrados, sem dever favores às oligarquias da corrupção e do atraso. Vamos enxugar a máquina pública. Não admitiremos contratos superfaturados, assessorias descabidas, publicidades milionárias ou órgãos que só servem como cabide de emprego. Assim teremos recursos para investir em Jequié e corrigir injustiças", finaliza o pré-candidato a prefeito James Meira.

Contador de Cliques



Deixe um comentário:



Captcha


Marcos Lopes Hoje, 26/06 às 14:06
Seguindo o raciocínio de João Batista, acima, então se for da direita é miliciano e se for da esquerda é ladrão.............
Manoel Quinta-Feira, 25/06 às 21:06
Excelente, se apoia o governo Bolsonaro, poderá ter o meu voto e ganhando, esperamos que faça mesmo diferenças, porque estamos cansados de comunistas corruptos e hipócritas nesse país. Ganhando, faça uma auditoria severa para responsabilizar e denunciar os corruptos que governado nossa cidade há muito tempo e faça aquilo que o povo espera e, com certeza, terá o apoio da sociedade em geral.
Antonio carlos Quinta-Feira, 25/06 às 16:06
Lula e Dilma corrupçao é com eles para salvar jequié
Pedro paulo Quinta-Feira, 25/06 às 10:06
Nem o conheço mas já perdeu meu voto e não quero conhecer Kk?kkk chama o querioz pra ser vice...ah o queiroz ta.preso kkkkk
Joao Batista Quinta-Feira, 25/06 às 08:06
Será se, como candidato ligado a Bolsonaro, ele está envolvido com miliciano? Está envolvido com ocultação de procurados pela polícia? Ou ultimamente retirou do país aliados prestes a serem presos? Quanta incoerência quando se fala em corrigir as injustiças contra o funcionalismo público. Vai fazer o que? Baixar decreto deixando 5 anos sem reajuste? Ou vai demitir todos e terceirizar? Pelo menos uma coisa é certa: vai ter o voto daquele professor aloprado, colunista deste blog.

TV Mascote