Junior Mascote

Ex-funcionário da Prefeitura de Maracás denuncia apropriação indébita previdenciária

31/7 Ex-funcionário da Prefeitura de Maracás denuncia apropriação indébita previdenciária

Dimas Santos, enfermeiro, pós-graduado em urgência e emergência, foi coordenador da SAMU de Maracás no período de 2017/18.

Após ser demitido, o enfermeiro verificou a situação da sua previdência social, já que como todos quer um dia se aposentar, e percebeu que o município de Maracás recolhe o imposto, mas não repassa ao INSS o valor correto.

O que acontecia, era que o enfermeiro recebia em torno de R$ 3.000,00 (três mil reais) de salário, e a prefeitura de Maracás recolhia a contribuição previdenciária em cima desse valor, e repassava ao INSS a contribuição recolhida em cima de um salário mínimo, chegando a não declarar em alguns meses, como se o ex-funcionário não estivesse prestando o serviço ao município.

“A cobrança do imposto sobre meu salário real sempre foi feita, porém a prefeitura de Maracás não repassava o valor devido para o INSS. Isso vai criar problemas na minha aposentadoria! Irei ter problemas quando for me aposentar”, disse Dimas.

O Enfermeiro fez a denúncia no Ministério Público Federal, e o processo já iniciou. Segundo ele, a denúncia que será disponibilizada para todos verem, e espera que a prefeitura e o gestor sejam responsabilizados pelos seus atos.

“A todos que provavelmente foram lesados, assim como eu, eu digo como amigo e colega servidor, que todos vocês busquem junto ao INSS a situação dos seus recolhimentos. Provavelmente, não fui o único a ser lesado. Muitos outros já observaram que foram vítimas dessa ação e estão procurando seus direitos. Me ponho a disposição para ajudar todos vocês, podem me procurar pessoalmente ou pelas redes sociais. Contem comigo nessa luta!” encerra o servidor.

Um vídeo feito pelo servidor público falando sobre o assunto, está circulando nas redes sociais.

Fonte: Ely Moraes.

Contador de Cliques



Deixe um comentário:



Captcha


TV Mascote