Junior Mascote

Embasa responde Ofício do vereador Tinho sobre proteção ambiental na região do Criciúma

05/8 Embasa responde Ofício do vereador Tinho sobre proteção ambiental na região do Criciúma

Atento a necessidade de desenvolver um arrojado projeto de recomposição de matas ciliares e outras medidas visando à proteção da nascente do Rio Preto do Criciúma em seu entorno, o vereador Emanuel Campos (Tinho) vem, desde 2013, cobrando ações, em especial, da Embasa, que mantem na região um sistema de captação de água a partir da Barragem do Criciúma.

Em resposta a Ofício encaminhado no primeiro semestre deste ano, a Embasa respondeu ao vereador, através de documento, cuja leitura foi feita na sessão ordinária da Câmara da última terça-feira, dia 2 de agosto, no qual reconhece a gravidade da situação, diante de queimadas e outras atividades que impactam negativamente na preservação dos recursos naturais da região, com reflexos na quantidade e qualidade da água disponível nos mananciais do Cajueiro.

Quanto as cobranças e sugestões relacionadas pelo vereador Tinho, a empresa informa que vem desenvolvendo ações que contribuem com a proteção e recuperação dos mananciais e nascentes, a exemplo de palestras, reuniões comunitárias, formação de multiplicadores em educação ambiental, entre outras providências.

Informa também que a Unidade de Regional de Jequié (URJ) realizou em 2020, o plantio de mais de 150 mudas de espécies nativas da Mata Atlântica no entorno da Barragem do Rio Preto do Criciúma e que já se encontra em fase final de implantação do viveiro Educador - Projeto desenvolvido pela Embasa – que visa à construção de um espaço onde será realizada a produção e distribuição de mudas de espécies nativas voltado para a revegetação das matas ciliares e que já realizou a contratação de cinco mil mudas para atender as demandas da recuperação de Áreas de Preservação Permanente (APP).

Afora isso, foram pactuadas no contrato de Programa com a Prefeitura de Jequié, para os próximos anos, ações de revitalização, conservação e manutenção de nascentes e da área do entorno do Rio Jequiezinho e do Rio das Contas.

Por fim, o documento da Embasa ressalta que a obrigação primeira de recomposição de matas ciliares e nascentes é dos proprietários das terras, mas que a Embasa poderá fazer, se economicamente viável, desde que os proprietários autorizem.

O vereador Tinho afirma que permanecerá atendo e cobrando, sempre que necessário, visando o estabelecimento de uma política pública que seja capaz preservar as nossas riquezas naturais a partir de ações firmes para evitar a continuidade da degradação ambiental.

Contador de Cliques



Deixe um comentário:



Captcha