Junior Mascote

Coluna Jorge Barros: A maldição do Especial de Natal do Grupo Porta dos Fundos, produzido pela Netflix

13/1 Coluna Jorge Barros: A maldição do Especial de Natal do Grupo Porta dos Fundos, produzido pela Netflix

O que realmente significa liberdade de expressão? Qual o verdadeiro significado da arte? Qual o papel do artista no contexto da arte, da liberdade de expressão e da pós - modernidade? Pode -se, em nome da arte, agredir a fé e a religiosidade dos outros? Pode-se, em nome da arte, agredir a integridade espiritual e sentimental dos outros? Em algum livro da Bíblia está escrito que o homem, não importando seu estado espiritual, psicológico e sua posição social, pode falar o que quiser, expressar-se como quiser, praticar o que quiser? Estes questionamentos postos aqui têm o objetivo de refletir um pouco sobre o papel da arte, do artista e de sua consciência crítica. Em primeiro plano, a arte deve estar somente a serviço de uma boa causa, de uma boa prática social respaldada no respeito mútuo e na ética; ainda que muitos contestem essas ideias. Na linha do tempo da verdadeira filosofia da arte está o respeito ao homem com suas crenças, com seus valores, bem como o respeito à sua cidadania e história. O Grupo Porta dos Fundos, nos últimos anos, vem se especializando em escarnecer, zombar e desmoralizar a fé cristã e seus seguidores. Tudo em nome da arte (que arte?) e da liberdade de expressão; de acordo com as cínicas e heréticas justificativas dos integrantes do próprio grupo. De forma zombeteira, agressiva e depreciativa não hesitam em dessacralizar santidades veneradas por todos aqueles que professam a fé cristã, e também por muitos que não a professam, mas fazem questão de respeitá-las. As blasfêmias e heresias, bem como os termos de baixo nível lançados contra os nomes de santidades e seres cristãos revelados na Bíblia (Deus, Jesus Cristo, anjos, José, Maria e outros) chocaram até ateus (aqueles que não expressam nenhuma crença em Deus). Os adjetivos chulos e vis utilizados pelos atores do Porta dos Fundos no último especial de natal, para escarnecerem de textos e relatos bíblicos, são tão reprováveis que eles não são citados nesta coluna. Não há nenhuma dúvida de que, em uma noite qualquer, os atores do Grupo Porta dos Fundos e produtores da Netflix verão uma mão escrever em uma caia dura (parede), a seguinte escritura: MENE, MENE, TEQUEL e PARSIM. Tradução: MENE – Contou Deus o teu reinado e deu cabo dele; TEQUEL – Pesado foste na balança e achado em falta; PERES – Dividido foi o teu reinado e dado aos horrores do castigo e da merecida punição. Versículos de 25 a 28, do capítulo 5 do Livro de Daniel, adaptados às blasfêmias e à maldição do Especial de Natal do Grupo Porta dos Fundos, produzido pela Netflix.

Professor Jorge Barros.

Contador de Cliques



Deixe um comentário:



Captcha


Poncarrotas Quinta-Feira, 16/01 às 04:01
Se não fosse a nossa justiça LAICA, esses ditos "cristãos" que se auto-denominam "do bem", já estariam matando gente nas praças públicas brasileira em nome de Deus, tal qual os membros do estado islâmico.
Kiko Mendes Quarta-Feira, 15/01 às 13:01
O comentário do filho de deus deusinho é foi maravilhoso e certeiro. Parabéns.. Enquanto ao texto do mofado professor, tá legal só perdendo pro silêncio.
Pedro paulo Terça-Feira, 14/01 às 23:01
Pela primeira vez no algo interessante nessa coluna, e não foi esse texto agressivo e preconceituoso que deseja mal ao próximo escrito pelo egocêntrico professor julgador, e sim, o comentário de "filho de deus, deusinho é ", esse sim deveria ser o colunista do blog !!
Ateu comovido Terça-Feira, 14/01 às 16:01
EM TEMPO: religiões são o câncer do mundo!!!
Ateu comovido Terça-Feira, 14/01 às 16:01
o curioso é que os mesmos cristãos que se ofendem com sátiras, execram, xingam, humilham e escarnecem das outras religiões diuturnamente... HIPÓCRITAS!!!!!
Antonio Souza Terça-Feira, 14/01 às 16:01
Porta dos Fundos só Psicopata, querendo aparecer deve ser do PT. Uma vergonha. Vão ler A Bíblia!
hidelbrando almeida Terça-Feira, 14/01 às 15:01
Parabéns Jorge ! falou tudo dentro da verdade ,acho ainda que a vida vai cobrar deles todos.
SANDOVAL O PROTESTANTE Terça-Feira, 14/01 às 11:01
Perfeito meu ilustre Professor Jorge Barros! O vale tudo dos esquerdistas não têm limites, mas seguramente terá a sua Justa Recompensa. Pois, no Livro de Gálatas 6.7 escrito está, a LEI DA SEMEADURA. Lembrem que a Semeadura é LIVRE, porém a Colheita é OBRIGATÓRIA.
Filho de Deus, Deusinho é. Terça-Feira, 14/01 às 06:01
Que ridículo. Agora os cristãos brasileiros vão se portar como os talibãs ou mesmo como uma paródia do estado islâmico para defender ou retroceder naquilo que já foi a causa das maiores atrocidades da história do ocidente? A fé cristã. Se respeite, que retratar Jesus como gay não é pior do que colocar os brancos europeus como superiores para escravizar por séculos o povo africano. Do mesmo modo retratar Cristo de gay não é pior do que queimar por séculos pessoas na fogueira por estes cristão o considerem bruxas ou donos das vidas das pessoas. Só no Brasil a igreja em nome da fé matou, eliminou com a sua pena de morte muitos que consideravam inimigos... A fé cristã é a responsável ou a mola mestra das principais guerras mundial... Das principais atrocidades da humanidade incluindo o nazismo. Nos nossos dias a fé cristã se tornou no Brasil a maior consumidora e propagadora de fake, de mentiras políticas, cientificas e social... Essa histeria conservadora está acabando com os direitos social e trabalhista na política, é motivo de intolerância, ódio, desamor... Vingança e desrespeito com o próximo. O pentecostalismo está usando a Bíblia para alienar no sentido completo as pessoas... Inclusive você que tanto falsamente vive falando de cinema. Esse povo está tomando a responsabilidade das produções cultural para eles... Estão dando pitaco em tudo, depois de anos transformando cinemas em igrejas... O homem e o mundo será verdadeiramente outro quando perceberem e forem capaz de entender, que nem na história nem na atualidade houve ou há ninguém mais santo que ele... Que Jesus Cristo pode até ter existido, mas que há exagero mas pregações nos púlpitos das igrejas e muito interesse econômico dos dominantes para que as pessoas desprezam a vida e abdique do interesse de possuir bens e direitos em nome de uma fantasia pós mortem, principalmente para os imperialistas americanos ( leiam o livros; Os Demônios Descem do Norte)... E agora no Brasil essa corja de enganadores e manipuladores elegem presidente. Acorda gente... Como já falei, nunca existiu, não existe e nem vai existir ninguém mais santo que vocês...Filho de Deus digno de toda honra e glória são vocês mesmo. Aproveitem a vida glorificando vocês mesmo e as suas existências... Aqui; façam um teste e tudo mudará na vida de vocês em tudo... Se destacam das culpas pregadas nessas igrejas enganadoras propagadora de fake news... E a maior delas a bíblia... Se muitos dos escritores da Bíblia existissem hoje, no ocidente estariam presos por possuírem escravos, praticar a poligamia tendo várias esposas e inclusive vender as filhas menores para velhos abusadores de crianças... Entre outras coisa que esses mesmo cristãos adoram falar em nome da família... Acorde se existe uma coisa é você e dEUs ser uma coisa só. Percebam que a palavra Deus tem ou eu no meio, então Deus não é nada mais do que você em conexão com o todo, munido de respeito, amor, paz, harmonia, sucesso, prosperidade e riqueza... Acordem, porque quem já acordou disso estão vivendo muito feliz... E deixa essa gente como Jorge Barros se acabarem na hipocrisia e na culpa do existir nessa de mentiras e manipulacoes. Sejam vocês próprio o deuses da mudança da vida de vocês e do próximo. E estudem física quântica. A vida de vocês serão outras quando perceberem que na verdade Jesus Cristo não tinha intenção nenhuma de ser Deus, pois como você, eu e todos já somos... Ele ensinava física quântica a mais de 2 mil anos... Como o povo não entendeu, ainda continua nesse discurso ridículo e patético de Jorge Barros. Assina: Filho de Deus Deusinho É.

TV Mascote