Junior Mascote

Coluna Jorge Barros: Muitos trabalhadores de Jequié já caminham pela RUA DA AMARGURA

21/5 Coluna Jorge Barros:            Muitos trabalhadores de Jequié já caminham pela RUA DA AMARGURA

Avisos não faltaram; advertências várias foram feitas; chamamentos diversos foram publicados. Nesta coluna, a condenação do lockdown (isolamento radical e criminoso) sempre foi explícita e contundente. A condenação sempre foi contundente porque não se deve combater um mal provocando outro mal e, quem sabe, um mal bem maior. O futuro dirá. Nunca o remédio deve ser pior que a doença. A pandemia provocada pelo coronavírus - a maldição disseminada pela China Comunista Totalitária e Criminosa - é real e deve ser combatida ao extremo, e meios eficazes; meios que garantam a saúde, o emprego, a vida e a sobrevivência de todos os trabalhadores e não trabalhadores. Mundos afora, diversos países, estados e diversas cidades adotaram o isolamento vertical - isolamento somente de pessoas pertencentes aos grupos de riscos, campanha modernas de higienização, obrigatoriedade do uso de máscara para todos, distanciamento das pessoas em espaços ocupados – acompanhado de rigorosa fiscalização e orientação de profissionais da área de saúde (enfermeiros, médicos de diversas especialidades, farmacêuticos) e obtiveram sucesso. A vida comercial desses países, estados e dessas cidades não foi interrompida e os prejuízos na economia já estão sendo superados; a vida social também não foi interrompida, pelo menos em alguns aspectos importantes. A ópera Tragédia da Pandemia resume-se no seguinte roteiro: Países, estados e cidades administrados por políticos sérios, não corruptos, não bandidos e comprometidos com o bem - estar de toda a sociedade exibem resultados positivos em momentos de crise, sofrimento, medo e terror. Os trabalhadores de Jequié não quiseram dar ouvido aos Gritos de Alerta. FICARAM EM CASA. Simplesmente baixaram a cabeça e se conformaram com fatalidade inexorável do destino do FICAR EM CASA: desemprego, desesperança, depressão, doenças, miséria e fome. Não exigiram dos órgãos representativos do setor comercial, industrial e empresarial de Jequié (ACIJ, CDL, SEBRAE, Associação dos Feirantes) um debate amplo com a administração municipal sobre a pandemia e os métodos eficazes e benéficos para combatê-la. Simplesmente atenderam aos apelos do Fique em Casa daqueles que já têm sua situação financeira e social equilibrada, segura e garantida. Dentre eles: políticos com mandatos e altos salários garantidos; servidores públicos com estabilidade e salários garantidos no final do mês, pelo menos por enquanto; aposentados com salários satisfatórios e garantidos, proprietários de contas bancárias milionárias, carros, casas e apartamentos de luxo, fazendas e outras propriedades que lhes darão subsistência durante toda a pandemia e depois dela. Balanço trágico no setor comercial, industrial e empresarial de Jequié: dezenas de CNPJ cancelados, centenas de desempregados engrossando as estatísticas do desemprego, dezenas de lojas e outros empreendimentos fechados, centenas de trabalhadores autônomos entregues ao desespero, à angústia, à fome e a outros males provocados pela pandemia do coronavírus. Muitos trabalhadores de Jequié já caminham pela RUA DA AMARGURA. A foto desta coluna (Rua João Mangabeira, Rotary Club de Jequié), em pleno horário comercial, mostra um trecho da tragédia causada pelo isolamento horizontal criminoso. E você, quando despertará do sono da alienação e do imobilismo?

Professor Jorge Barros

Contador de Cliques

Gostou dessa matéria? Compatilhe!

Deixe um comentário:



Captcha


EVANILDO Sábado, 23/05 às 11:05
Não fico surpreso, quando leio um comentário desse jornalista,pois nunca recebeu uma cesta básica,pois não é fácil para quem tem costume de sair e defender o seu sustento com seu próprio suor .Os filhos olhando a fragilidade do provedor do lar
Almenizio Sexta-Feira, 22/05 às 16:05
Tenho muito carinho pelo Jorge Barros mas seu comentário é de uma infelicidade tamanha. Típico de quem como Bozo é adepto a seitas como o Nazismo. Aliás, em outros tempos pensei ter conhecido um JB que valorizadas mais o ser humano. Hoje, aposentado, tem posturas de burguês defensor da mais valia. É lamentável. Espero que ele reflita e, quem sabe, aprenda s valorizar a vida e as pessoas e reconheça o quanto afastou-se do "grito dos excluídos "
Clarice Sexta-Feira, 22/05 às 16:05
Ah, esqueci de citar um video no youtube: O que está acontecendo com Dubay, (Debora G. Barbosa). Um lugar riquissímo, o Brasil não chega nem de longe e tá passando por uma crise, imagine.
Clarice Santos Silva Sexta-Feira, 22/05 às 15:05
Muito bem colocada sua análise,está de parabéns,quem não concorda é porque seu salário está garantido todo mês, mas, o pobre que precisa trabalhar pra pôr o pão em sua mesa esse coitado está passando fome nesse momento. Temos que ter empatia!
Sai de casa Sexta-Feira, 22/05 às 13:05
Fica em casa que passaremos aí pra pegar você, porque aí vai ser mais fácil Ass: Covid /fome/desemprego.
Diva soares Santana Sexta-Feira, 22/05 às 11:05
O escritor dessa matéria, deveria repensar o que escreve, pois trata-se de instrumento formador de opinião e neste caso específico, a materia contraria todos as opiniões científicas, ou sejam, os estudiosos no assunto. Na Bahia com o bloqueio de ônibus intermunicipais, atualmente existem cerca de 200 municípios não afetados com o vírus, pois quem as transportam são os humanos. Senhor Jorge a economia se recupera a vida não. Repense um pouco no que vai escrever para com isto, evitar um mal maior que é a formação
Rafael Souza de Jesus Sexta-Feira, 22/05 às 10:05
Sou jequieense e resido em Guarulhos-Sp. Fico triste em saber que os meus conterrâneos estão, e provavelmente irão passar por mais dificuldades! Como disse um comentarista acima "nosso povo é muito passivo". O que resta agora, é observar todos os políticos que tem agido juntamente com os seus aliados de forma irresponsável, e excluí-los nas próximas eleições! Vamos deixar de ser passíveis para com essa cambada! O poder do voto está nas mãos do povo.
María Eliza Oliveira Sexta-Feira, 22/05 às 09:05
Análise mais sem pé e sem cabeça. Ilustre por gentileza, com fatos e dados os casos dos países onde não ficar em casa salvou vidas! ? Não vai ilustrar porque não tem... Além do mais contextualize-se, estamos no Brasil, mais especificamente no Nordeste, no sertão, e não na Suécia! Esse tom de tragédia anunciada em nada acrescenta ou auxilia a população não vai fazer de você um Profeta Salvador da Humanidade. Ajudava mais orientar as pessoas no sentido de preservarem suas vidas, e trabalhar usando seus conhecimentos, sua rede de contatos e comunicação para arrecadar doações em prol daqueles que não podem sair e precisam se alimentar.
Cristiano Britto Sexta-Feira, 22/05 às 08:05
Olá senhor Júnior mascote bom dia! O senhor está completo de rasão, tendo em vista tantos políticos descompromissado com a nossa cidade que dia gata nos trás muita tristeza, mas infelizmente a população jequieense e muito passiva não vão as ruas não tomam atitudes por conta de severas represaria a mando dos que estão no poder, trabalho como motorista de aplicativo na nossa cidade e no momento e como trago o sustento da minha família, no entanto estou sem poder trabalhar por conta dessa "palhaçada" que o setor de trânsito da nossa cidade por meio de uma ordem de pessoas incompetente fizeram com centro da cidade. Mas o que fazer? Se nem mesmo eles tem critérios para contratar pessoas de competência para o trabalho! Pessoa que não tem respeito que toma medicação controlada sem controle emocional bem um e muito triste mas ,o que fazer? Deixo aqui o me descontento .
Ivonildo Oliveira Rodrigues Sexta-Feira, 22/05 às 07:05
Concordo em gênero, número e grau, com tudo o que o professor disse em sua matéria. Excelente!
Mateus Palmeira Costa Hoje, 21/05 às 22:05
Matéria assassina
MICHELE LAGO SANTOS Hoje, 21/05 às 22:05
Fique em casa se vc quiser e poder mais não critique quem precisa correr atrás.
Rosangela nepomuceno Hoje, 21/05 às 22:05
Concordo plenamente e tenho bradado também sou comerciante ou melhor ex porque Tbm fecharei as portas de minha loja a Life Derm Esse FIQUE EM CASA que tinha como objetivo fortalecer e restaurar os hospitais e clínicas particulares e privadas para enfrentarmos o que estava por vir Mas valeu mesmo Foi para destruir o pouco do ainda restava do comércio que com muitas dificuldade se arrastava então , pois , nesse período não foi feito nenhuma melhoria no setor saúde prova disso é que hoje o HPV se encontra com Superlotação , e psra que os jequieense não descubram ou cobrem oFIQUE EM CASA para que ERA MESMO , estão tocando o terror nos comerciantes para disfarçar o descaso pela saúde em que nossa cidade se encontra porque ? onde está a VERBA FEDERAL destinada à SAÚDE ? que o município recebeu
Silva Hoje, 21/05 às 19:05
Inclusive os trabalhadores da saúde que estão na linha de frente e não recebem seus salários de direito
ADEMILSON PEREIRA SANTOS Hoje, 21/05 às 18:05
... e dezena de milhares de pessoas que não aderiram o FICAR EM CASA, hoje já estão com morada eterna nos cemitérios, bem como muitos a caminho deles. Portanto, A RUA DA AMARGURA está fazendo muita falta pra centena de milhares que perderam seus entes queridos.
Pedro Hoje, 21/05 às 18:05
Fica na sua então seu idiota, sempre é do contra, e as pessoas infectadas passam por isso por pensamento medíocre desse, vai então na rua e faça seu papel, vai visitas as pessoas infectadas e da conforto a elas, ficar sentadinho na cadeira falando merda é fácil!!!
Armando cruz Hoje, 21/05 às 16:05
Vc e Junior mascote são dois loucos e débil metal, deveriam ser banido da face da terra ou internado em um manicômio nos Confins da terra.

TV Mascote