Junior Mascote

A insegurança na Bahia só aumenta, diz Sandro Régis sobre números de ataques a banco

13/4 A insegurança na Bahia só aumenta, diz Sandro Régis sobre números de ataques a banco

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), afirmou nesta terça-feira (13) que os números da violência no estado seguem elevados sem que o governo adote medidas efetivas para melhorar a segurança pública. A declaração do parlamentar ocorre após a divulgação de dados sobre ataques a banco em abril - em apenas 13 dias, foram seis ocorrências. "É uma situação muito preocupante. É praticamente um caso a cada dois dias. É uma situação que, por um lado, aumenta a sensação de insegurança das pessoas, porque esses ataques são feitos por bandidos fortemente armados. Por outro lado, é muito prejudicial para as pessoas, principalmente nas cidades menores, uma vez que muitas delas têm apenas uma agência bancária, que, após os ataques, ou demoram a reabrir ou não abrem mais. É um prejuízo imenso para as pessoas, que acabam tendo que percorrer quilômetros para ir a uma agência em outra cidade, e para a economia.", diz Régis. Régis pontua ainda que estes dados se somam aos demais da violência no estado, como os de homicídios. Números da Secretaria da Segurança do Estado (SSP) apontam que, em abril, até esta segunda-feira (12), já foram 78 mortes, equivalente a média superior a 6 por dia. No ano passado, a Bahia foi novamente líder do ranking de mortes violentas no país, com mais de 5 mil ocorrências, segundo o Monitor da Violência do G1. "O governo do estado segue sem conseguir reduzir estes números alarmantes. O pior é que as políticas de segurança do estado, infelizmente, não são efetivas. Não há valorização dos profissionais da segurança nem investimento em viaturas, infraestrutura, armamento e munição", critica o líder do bloco oposicionista.

Contador de Cliques



Deixe um comentário:



Captcha


TV Mascote