20 de novembro

Terça-Feira, 21/11/17

20 de novembro

Dia da consciência negra

63 jovens negros assassinados

por dia no Brasil



20 de novembro

Sem estatísticas

Vou falar apenas o que ouvi

E pela falta de empatia

Que existe aqui



20 de novembro

Mais um açoite

Marcou as costas

" E esse cabelo de preto

Por que você não corta?"



20 de novembro

E vocês tinham que ver

Duas senhoras conversando

Em frente à TV

"Era tão bonito,

nem tinha cara de bandido,

Era branco"



É 20 de novembro

E a gente sabe qual é

a "cara" de bandido

A cara que enche a prisão

A cara que tem cor e classe

A cara que não se livrou das correntes

A cara que de tanto apanhar

Já não sente



20 de novembro

E a negação

Ninguém quer ser preto

Ter cara de "negão"

Ter traços, cabelos,

Nariz, beiço



20 de novembro

E o crespo ainda marginaliza

" Nossa! Você é linda

só prende o cabelo

esconde, alisa"



20 de novembro

E nossas crianças

Ainda são julgadas

"Não encosta em mim

pretinho fedido"

" Olha, esse ali é preto

mas, é sabido"



20 de novembro

E "Racismo é

Mi mi mi"

Mi mi mi que termina

Na morte de muitos

Negros por aí



20 de novembro

Mas, você pode se conscientizar

Todos os dias

Ajudar, para o fim

Dessa sangria



20 de novembro

Mais um dia para lutar

"Democracia racial" não existe

Mas, o racismo deve acabar.



Raiana Soares

Raiana Soares

Raiana Soares

Escritora e Colunista do Blog JM


Deixe um comentário:



Captcha


poliana Hoje, 23/11 às 15:11

faz a poesia sobre o rasismo
» Responder