Queda em investimentos e no reforço de policiamento nos territórios explicam escalada da violência na Bahia, diz Oposição

Hoje, 13/03/18

Segurança pública sem estrutura necessária para inibir a criminalidade e falta de policiamento para inibir a migração de facções para os territórios baianos. Esses são alguns pontos que podem explicar a alta escalada da violência, na Bahia, nos últimos anos. “Não existe uma política sólida e eficiente que iniba os crimes e ajude a combater a criminalidade no estado. O governo diz que investe, mas os números de ocorrências e os fatos graves, como o ataque ao município de Eunápolis na última semana mostram o fracasso no policiamento das cidades e territórios, sendo clara a falta de proteção ao cidadão pelo estado”, diz o líder da Bancada de Oposição, Luciano Ribeiro (DEM).

Ano após ano, os investimentos sofrem queda. Em 2015, a segurança pública teve participação de 3,99% em relação investimento total do estado, ou seja, de R$2,2 bilhões, somente R$89 milhões foram investidos no setor. Em 2016, do total de R$3,1 bilhões, somente R$231 milhões foram para segurança, representando 7,3%. Em 2017, do total R$ 2,4 bilhões, somente R$56 milhões foram aplicados na segurança, uma participação de apenas 2,27% do total, conforme relatório sobre o orçamento do estado.

Sem respostas

No plenário da Casa, o assunto voltou a chamar a atenção nos discursos dos deputados. O vice-líder, deputado Leur Lomanto Jr. (MDB), lembrou do episódio do tiro que perfurou a janela da sala da Oposição há duas semanas. Até hoje a Bancada não teve respostas sobre o caso. Em discurso, o deputado frisou também o terror vivido pelas localidades de Itaparica, Vera Cruz, com tiroteios na última semana. “Isso só vem comprovar o atual estado de calamidade e abandono em que se encontra a segurança pública no estado da Bahia. Na Bahia houve um aumento de todos os índices de violência, batendo recorde no país. As pessoas estão amedrontadas com tantos assaltos, ataques a instituições financeiras, homicídios, enfim aonde vamos parar com tanta violência?”, questionou.

Deixe um comentário:



Captcha


Fiscal do povo Quarta-Feira, 14/03 às 22:03

Chegando as eleições e eles aparecendo!!! O povo tem que tomar vergonha na cara e não votar em nenhum deputado .
» Responder

Revoltado Quarta-Feira, 14/03 às 21:03

Bom,se a vossa excelencia nao sabe responder,onde vamos parar,sem poder sair para trabalhar,pra ir ao medico,sem poder adquirir um bem material de qualquer especie,respondo eu. Vamos ter que chamar os extra terrestre pra nos ajudar,ja que a esquerda nada faz.nem reclamar direito nao sabe.
» Responder

Juraci José Cardoso Hoje, 13/03 às 21:03

Ta certo o deputado Juninho, as policias Baianas não valem nada mesmo, pois pra achar as malas de Gedel teve que ser a Policia Federal.
» Responder