Polícia Civil já sabe quem matou o porteiro da Escola Florípes Sodré

Quinta-Feira, 09/08/18

Polícia Civil de Jequié elucida o homicídio ocorrido no dia 24/07/2018 que vitimou Jorge Dias Silva, que trabalhava como porteiro na Escola Florípes Sodré. Durante investigações a Polícia Civil informação que demonstrou a participação de 4 pessoas no crime, sendo elas: Leandro de Jesus Souza, vulgo gazo; Sérgio William Santos Oliveira, Taise Santos Dávila e um menor de idade. A motivação do crime foi a rivalidade de grupos criminosos. Segundo os investigados, a vítima pertencia a facção adversária. Os autores receberem ordem de dentro do Conjunto Penal de Jequié para executarem Jorge. A Delegacia Territorial de Jequié esclarece mais um homicídio e continua trabalhando na elucidação dos crimes que tanto comovem nossa sociedade.
Fonte: ASCOM 9ª COORPIN

Deixe um comentário:



Captcha


Luciano gomes Sexta-Feira, 10/08 às 15:08

a violencia na nossa cidade esta dimais
» Responder