Justiça determina concurso público e estruturação do Departamento de Perícia Médica de Jequié

Quinta-Feira, 13/09/18

A Justiça determinou que o Município de Jequié, em um prazo de 60 dias, abra concurso público para o preenchimento de cargos voltados ao Departamento de Perícia Médica, em especial de quatro médicos peritos, e que em 120 dias realize toda a estruturação do órgão, conforme a legislação municipal. A determinação acata pedido liminar realizado pelo Ministério Público estadual em ação civil pública ajuizada pelo promotor de Justiça Rafael Matias. A decisão foi proferida pelo juiz Roberto no último dia 3. Segundo a ação, o Poder Executivo nunca cumpriu a Lei Municipal 1.819/2009, que determinou a criação do Departamento. A omissão, destaca o promotor, obrigou o Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Jequié (Iprej) a praticar uma ilegalidade ao contratar empresa para a prestação de serviços de perícia médica e avaliação de junta médica, que deveriam ser realizados pela Administração Pública Direta. A pedido do MP, o juiz também determinou a rescisão do contrato com a empresa terceirizada dentro de 120 dias.

Deixe um comentário:



Captcha


miguel Segunda-Feira, 17/09 às 14:09

Não só o IPREJ. A Câmara municipal também. Se transformou num verdadeiro cabide de emprego, onde a prática do clientelismo rola solto. São mais de R$ 900.000!!!! jogados pela janela para beneficiar alguns poucos. Dinehiro este deveria estar sendo destinados, p ex ao setor de infraestrutura da cidade. Atenção MP-BA vamos chamar este presidente da Câmara para dar uma explicação. Já passou da hora.
» Responder

Erisnan Sábado, 15/09 às 19:09

Outro órgão que esta precisando de uma intervenção judicial para abrir um concurso publico é a câmara municipal de Jequié que não realiza um certame há mais de 20 anos, a maior parte dos cargos são ocupados por pessoas contratadas por tempo determinado.
» Responder

joão. Sábado, 15/09 às 08:09

precisamos de um concurso publico em todas as áreas. principalmente ; merendeira , serviços gerais , agente de portaria, professores, agente de endemias, tecnico em emfermagém. entre outros. a justiça tem que acabar com essa maldita terceirização que acontece em jequié.
» Responder

joão. Sábado, 15/09 às 08:09

precisamos de um concurso publico em todas as áreas. principalmente ; merendeira , serviços gerais , agente de portaria, professores, agente de endemias, tecnico em emfermagém. entre outros. a justiça tem que acabar com essa maldita terceirização que acontece em jequié.
» Responder

revoltado Quinta-Feira, 13/09 às 21:09

Porque a justiça não determina um concurso público em âmbito geral?
» Responder