Notícias | empresário jequieense é preso por revender mercadorias roubadas

empresário jequieense é preso por revender mercadorias roubadas

empresário jequieense é preso por revender mercadorias roubadas
empresário jequieense é preso por revender mercadorias roubadas
Às 17:00h de sábado (17/05/13), Policiais Civis de Jequié, juntamente com policiais civis do Estado de Pernambuco realizaram uma operação denominada “Arco Verde Segura”, quando cumpriram dois mandados de prisão, expedidos pela Juíza de Direito da Vara Crime de Arco Verde-PE, Drª Mônica Wandeley Cavalcanti. Na Operação foram presos os indivíduos Vinícius Bonfim Sizisnande 43 anos, proprietário da loja das impressora e micro, localizada na Praça Luiz Viana, e Vagner Vinícius Pecorelli, 32, funcionário de uma contabilidade na Av. Rio Branco. O motivo da prisão foi em decorrência de Vagner e Vinícius fazerem parte de um esquema de receptação de produtos furtados e roubados no Estado de Pernambuco. Segundo os policiais de Pernambuco, um indivíduo que foi identificado como Josias Alves da Silva Junior, que já está preso, furtava e roubava notebooks, câmeras digitais, iphones, relógios, joias entre outros, e encaminhava via sedex, para os receptadores aqui em Jequié, Jitaúna, entre outras, que os revendia, à preços inferiores de mercado. Em Jequié foram apreendidos 05 (cinco) notebooks, 02 tablets, 02 iphones Apple, 02 câmeras digitais semi-profissional, e 05 celulares. Os suspeitos foram encaminhados para a sede da 9ª COORPIN, Jequié, juntamente com os materiais apreendidos, apresentados à Delegada Plantonista DRª Ivone Lopes, a qual adotou às medidas cabíveis. Vagner e Vinícius foram transferidos para a cidade de Arco Verde em Pernambuco , e os produtos apreendidos foram entregues aos Policiais daquela cidade para que fossem devolvidos aos seus reais proprietários. Fonte: Polícia Civil.

Facebook  Twitter  Comentar  -1   
Comentar






Comentários
  • Laai
    há 549 dias
    Junior , eu soube que os pais de Vinicius são ministro da eucaristia em sua comunidade e que vvoce recebe o cristo atraves das mãos deles nem isto voce considera voce e um judas mesmo
  • carlos de farias
    há 549 dias
    antes de acusar devemos ter conhecimento do fato e nao atirar a primeira pedra mesmo que seja culpado nao temos esse direito de apedrejar nimguem obrigado
  • Jeremias
    há 550 dias
    Junior quando algum elemento é preso acusado pêla Policia de algum delito se ele era conhecido como um empresário, se foi preso então não é justo que se continue chamando tais elementos de empresários comprometendo aqueles que são realmente empresários de verdade, estes acusados passam a ser chamados de Bandidos pelas leis brasileiras, não é porque tem familia filhos que impeça de enveredarem para o crime só para ficarem tirando onda de barãozinhos, se realmente estão envolvidos CADEIA PRA ELES OSVALDÃO. Junior por favor coloque as fotos dos meliantes e troque o titulo Empresários por bandidos primários. Se fôsse um quebrado a foto estaria a mostra, não sabendo que Bandido é Bandido.
  • Pensador
    há 550 dias
    Quem tem boca fala o que quer, agora tem ouvi tem que saber se acredita ou não. Acho q a verdade deve ser dita sim, antes de tudo os fatos devem ser apurados. Quando tem carniça o q não falta eh urubu, para ver a desgraça dos outros. Eles erraram mas não são bandidos, não tem passagem criminal e mais ainda, são pais de família, filhos, irmãos e amigos. Pensem nisso antes de comerem a carniça!!
  • hugo
    há 550 dias
    nimguem faz nada inocente,ele sabia o que estava fazendo,essa historia do paraguai é mentira
  • Anonimo
    há 551 dias
    Pessoal, temos que realmente conhecer os fatos. O Vinicius é um cara correto, é um comerciante e ao estar no comercio o que nao falta sao pessoas querendo empurrar o errado. Sou tb do comercio e as vezes compramos produtos sem NF, pq o governo nos sufoca (sabemos que é errado, mas nao seremos nós que vamos consertar o Brasil, pq os proprios governantes nos ensinam o errado). Ele nao comprava nem revendia roubo... estava comprando achando ser produtos que vinha do Paraguay (como muitos comerciantes aqui em Jequie) e por isso sem nota. Mas nao imaginava que seria produto de roubo. Acho que nao é nesse momento que tenha que se julgar o cara por uma impressora que deu problema. Tenho impressoras que mando para a Loja das impressoras e que as vezes vem com algum probleminha, onde de imediato reenvio e eles consertam. (produtos eletronicos sao assim mesmo), assim como outras me entregam perfeita. Pessoal o cara é um pai de familia e é correto sim, uma pessoa de indole e principios.... entao antes de o julgar, procurem realmente saber o ocorrido.
  • Lai
    há 551 dias
    Junior , vc nao sab de nada vc falou na radio Hoje q ele emitia notas frias vc tem prova ? cuidado com o que vc fala ,
  • JOSÉ
    há 551 dias
    RPZ É UM ABSURDO COMO A CRIMINALIDADE SÓ AUMENTA!! NG QUE TRABALHAR DE FORMA CORRETA NÃO É SÓ NA BASE DO ROUBO!! PIOR QUE TEMOS UM GOVERNO MISERÁVEL QUE ESTIMULA TUDO ISSO COM TODAS ESSAS BOLSAS, É COMPANHEIROS NÃO SEI ONDE VAI TERMINAR ESSE PAÍS COURRUPTO!!
  • Anderson
    há 551 dias
    Rapaz vc, que estão deixando seus comentarios ai, e tão falando esse monte de bobagem é porque ñ conhece ele, procure saber como realmente foi os fatos, vocês falam o que ñ sabeem... em vez de fica falando um monte de bobagem...
  • brasil d ninguem
    há 551 dias
    esse cara nunca trabalhou na vida, o pai q bancava ele. ele pousava de barão, a casa caiu.
  • claudio pimentel
    há 552 dias
    caro junior coloca foto pos pilantrasa ai
  • Eu ja sabia
    há 552 dias
    Essa criatura da Loja das Impressoras nunca me enganou, botei uma impressora semi nova para fazer um conserto bobo e poucos dias a impressora quebrou ao ser aberta por outro profissional a placa original havia sido trocada.