Prefeitura de Jequié entrega obra de restauração e realiza tombamento do Casarão Histórico Nestor Ribeiro

Sábado, 07/12/19

Como parte importante da história local, de acordo com registros da época, o Casarão Histórico Nestor Ribeiro, que está localizado no Centro da cidade, teria sido palco de diversos acontecimentos relevantes para a cidade, como a reunião que definiu a escolha do padroeiro de Jequié, Santo Antônio; os encontros do ‘Clube União’ e as reuniões políticas, que trataram dos problemas da, então, “Vila de Jequié”. Por iniciativa do Poder Executivo local, essa parte da história da cidade foi recuperada e devolvida à população. A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Cultura e Turismo, inaugurou, oficialmente, na tarde desta quinta-feira, dia 5, as obras de restauração do Casarão Histórico. Estiveram presentes, o prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira; o deputado estadual, Euclides Fernandes; o secretário de Cultura e Turismo, Alysson Andrade; o Secretário de Governo, Alex Souza; o secretário de Infraestrutura, Daniel Muniz; demais secretários municipais; os vereadores, Roque Silva; José Simões de Carvalho, o Zé Simões, e Márcio de Oliveira Melo, o Marcinho; a equipe técnica da Secretaria de Cultura e Turismo, além de familiares de Nestor Ribeiro. O evento foi aberto pela apresentação do Núcleo ‘Cidade Sol’, do Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (NEOJIBA). Na ocasião, o prefeito, Sérgio da Gameleira, assinou o decreto de tombamento histórico e arquitetônico, com vistas à salvaguarda do bem cultural material. Para o secretário de Cultura e Turismo de Jequié, o tombamento do prédio, localizado na Rua Nestor Ribeiro, número 593, esquina com a Rua D. Pedro II, no Centro da cidade, adquirido pelo município há cerca de 12 anos, em consonância com a legislação municipal em vigor, sancionada em outubro de 2017, pelo prefeito, Sérgio da Gameleira, deu-se para proteger as características originais da edificação, evitando, portanto, intervenções estruturais indevidas que pudessem prejudicar a memória do município.


Deixe um comentário:



Captcha