Poesia com Raiana Soares

Terça-Feira, 10/04/18

Perdida em meio ao caos

Perdida em meio ao ódio

Tentando não odiar

Não se render a quem sobe

Ao pódio



Perdida em meio

A todo tipo de agressão

Perdida com meus livros e discos

Nas mãos



Perdida na intolerância gritante

No ódio contra mim destilado

No ódio de quem está do outro lado

Contra quem está deste lado

Perdida vendo pessoas

Que não ficam nem do seu próprio lado



Perdida em um país de latinos

Que se acham brancos

Perdida entre a elite

Que todo dia bate ponto



Perdida vendo gente

Atirando em seu próprio pé

E mirando também na minha cabeça

Já não durmo em paz

O medo não é algo que se esqueça



Perdida vendo a história se repetir

Perdida com medo do que será

Dos meus e de mim



Perdida em meio a uma multidão apressada

Que não tem tempo para ler um livro

Não sabe argumentar nem nada

Mas corre como um gado apressado

Em direção ao matadouro

E me arrasta perdida ao lado



Perdida e tentando fugir

Tentando andar na contramão

Correndo em uma esteira de ginástica

PERDIDA

E a vida segue estática





Raiana Soares

Raiana Soares

Raiana Soares

Escritora e Colunista do Blog JM


Deixe um comentário:



Captcha