E o Partido dos Caminhoneiros (PC) derrotou o incompetente e corrupto Michel Temer

Quinta-Feira, 24/05/18



O corrupto Michel Temer esperou para ver e viu demais; e como viu! Deitado eternamente em berço esplêndido, e rodeado por uma turba de deputados e senadores ratos e ladrões do dinheiro público - o dinheiro do sacrifício dos nossos impostos -, o presidente corrupto no pior sentido da expressão julgava que seu famigerado TITANIC abarrotado de ratos e ladrões da República (deputados e senadores da base aliada, ministros de Estado e outros lacaios) de todas as espécies iria navegar tranquilamente pelas águas do Atlântico até 31 de dezembro. Porém, no dia 21 de maio, um grande iceberg desponta no caminho do TITANIC do corrupto Michel Temer: O Partido dos Caminhoneiros (PC). Olha que ironia! Um partido sem registro no TSE, sem lideranças, sem os tradicionais políticos esquerdistas bandidos e oportunistas à frente, sem fundo partidário, sem filiados de carteirinha, ou seja, sem estrutura político-ideológica nenhuma. Esse partido é composto apenas por trabalhadores (caminhoneiros) que cruzam o Brasil de Norte a Sul e/ou de Leste a Oeste, transportando bens de consumo duráveis e não duráveis para os esperançosos brasileiros. Estes trabalhadores, já não suportando mais a política nociva e destrutiva dos preços dos combustíveis adotada pela desastrada equipe econômica do corrupto Michel Temer, resolveram dar o Grito de Independência ou Morte! O grito da Greve Geral, mais precisamente. E, como não existe greve sem consequências, eis as consequências da histórica greve dos caminhoneiros: o Brasil está parando; os brasileiros estão em pânicos; encontrar um posto vendendo combustível é missão quase impossível; muitos setores produtivos já estão com as máquinas paradas e braços cruzados; quedas na arrecadação de impostos são visíveis a olho nu; muitos alimentos já estão faltando nas mesas dos brasileiros; vários alimentos têm preços reajustados na presença do consumidor sem nenhuma cerimônia; rodovias e mais rodovias mostram um cenário dantesco de carretas estacionadas; decolagem e aterrissagem de voos estão comprometidas nos principais aeroportos do país etc. Bertolt Brecht foi categórico ao afirmar: Não se deve pedir aos opressores (o corrupto Michel Temer e seus ministros, no nosso caso específico) que tenham piedade dos oprimidos. Deve-se sim, pedir aos oprimidos (os caminhoneiros) que confiem em si mesmos e que reajam através de uma luta contra os opressores. Os caminhoneiros estão fazendo a diferença. Chegou a hora de Brasília ser cercada por todos os lados; Brasília, a cidade de todos os vícios e de todas as transgressões políticas contra os brasileiros de bem.

Professor Jorge Barros.

Jorge Barros

Jorge Barros

Professor da UESB, poeta, ator e agitador cultural


Deixe um comentário:



Captcha


Sérgio Sábado, 26/05 às 12:05

Seu presidente, esqueceu que se vestiu de pato e pediu o impeachment de Dilma?
» Responder

Sérgio Sábado, 26/05 às 12:05

Seu presidente, esqueceu que se vestiu de pato e pediu o impeachment de Dilma?
» Responder